sábado, 6 de abril de 2013

*TANTOS DIAS*

Tantos dias,
Tanto para contar.
Tantas horas,
Perdidas a sonhar...

Tanto Sol iluminou o Ceu,
Tanto Ceu e tanta nuvem empalideceu.
Tanto Oceano por navegar,
Tantos seculos para amar!

Ficaram tantos mares por navegar.
Tanto Ceu se escureceu ao meio-dia.
Tanta Luz feneceu no horizonte
E... tantos passos se perderam
Para la' das colinas verdejantes,
E...tantas infindaveis milhas,
Percorreram, Galoparam, os Amantes!

Tantos dias,
Tanto para serem contados.
Tantas horas,
Perdidas no vacuo!...

Tanto vento.Tanta chuva.
Abrem-se os Ceus em violencia
Corre o cavalo do tempo
Sem se deter, sem compostura, sem complacencia!

Tantos dias...
Tanto para contar.
Tantas horas,
Perdidas, a sonhar...

......

Heloisa B.P.
Paulton/Bath
12/01/12

Allegory of Time (Chronos and Eros) 1630s

by Johann Heinrich Schonfeld

Creditos: http://www.wikigallery.org/wiki/painting_72599/Johann-Heinrich-Schonfeld/Allegory-of-Time-(Chronos-and-Eros)-1630s
........

1 comentário:

  1. "...
    Tantos dias...
    Tanto para contar.
    Tantas horas,
    Perdidas, a sonhar..."

    Nunca são perdidas as horas que passamos a sonhar, especialmente se nos trazem poesia bela como esta.
    Adorei!

    Um grande abraço

    ResponderEliminar